Confio, que o frio, esquenta,
Alimenta, argumenta.
O frio é duradouro, persistente,
Nos obriga a ser frequente.

Frio dói, mas não destrói,
Me dá saudades, mas não corrói.
Até dá medo, mas sem segredo,
Mais um motivo pra acordar cedo.

Confio sim, no dia que esfria,
Porque nele já tive alegria.
Para constar, precipitar,
Para com ele vou me alegrar.

Com frio, no dia, entrego,
Tudo aquilo que me apego.
Seja tarde, noite ou dia,
Existe amor quando se esfria.